direção defensiva

Direção defensiva: veja os princípios e como colocá-la em prática!

Outubro 2020

4 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Direção defensiva nada mais é do que uma série de ações preventivas no trânsito com o intuito de impedir ocorrências graves, garantindo a proteção tanto dos condutores quanto de passageiros e de pedestres.

Como os maiores causadores de acidentes são os próprios motoristas, é fundamental conhecer e exercer as atitudes necessárias para reduzir riscos e garantir a segurança nas ruas e nas vias, além de evitar prejuízos financeiros e multas.

Pensando nisso, reunimos tudo o que você precisa saber sobre direção defensiva. Confira!

Se você fosse um carro, qual seria

Por que a direção defensiva é tão importante?

Condutores prudentes e atentos deixam o trânsito mais seguro e garantem a segurança de familiares e de terceiros. No caminho, basta uma negligência para vitimar pessoas, especialmente ciclistas, motociclistas e pedestres — os mais frágeis no trânsito. Momentos de distração podem causar acidentes gravíssimos. Desrespeitar a sinalização, o limite de velocidade ou as faixas são deslizes muito perigosos.

A direção defensiva é classificada em dois grupos distintos.

  1. Preventiva: procedimentos constantes do motorista para antecipar riscos e evitar acidentes.
  2. Corretiva: condutas que o motorista toma quando está diante de algo não previsto e com grandes chances de levar a um acidente.

Quais são os seus princípios?

A direção defensiva é embasada nos seguintes princípios.

Conhecimento

É a percepção adquirida por meio do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O documento inclui:

  • normas de trânsito;
  • veículo e equipamentos;
  • situações adversas que podem ocorrer durante a viagem.

As condições que elevam a probabilidade de acidentes são:

  • iluminação precária;
  • estado das vias (buracos e falta de sinalização);
  • estado físico e mental do motorista;
  • condições climáticas ou ambientais;
  • condições dos veículos;
  • peculiaridades do trânsito;
  • ações ou comportamentos dos passageiros.

Atenção

Considera que o condutor precisa estar em alerta para que consiga agir em situações que fujam do seu controle. Ele estará atento para agir caso alguma coisa aconteça e exista chances de acidente. É necessário adotar uma postura firme e vigilante durante os trajetos.

Habilidade

Habilidade é uma característica indispensável para a direção defensiva, pois, em algumas ocasiões, pode ser preciso aplicar toda técnica para, por exemplo, executar manobras súbitas, ou reagir em situações perigosas, como falha no sistema elétrico ou freio.

Previsão

Quando o motorista antecipa ou prevê condições sem ser pego de surpresa. Isso significa antever problemas com grande probabilidade de acontecer, como furo de pneu, pedestre que atravessa a via fora da faixa, buraco na pista, entre outros.

Decisão

Decisão é ter conhecimento e habilidade para reagir com bom senso e segurança a fim de evitar acidentes e não prejudicar a estrutura das vias. Logo, é importante estar de prontidão para avaliar cada caso, agindo com sabedoria e, assim, realizar a melhor conduta possível.

Como colocar em prática?

Existem algumas dicas de direção defensiva que garantem segurança no trânsito. Veja a seguir!

Redobre a atenção em dias de chuva

Até mesmo os condutores mais experientes devem redobrar a atenção em dias chuvosos, e isso não é somente por causa da perda de visibilidade. O contato dos pneus fica comprometido na estrada molhada, prejudicando a estabilidade do carro.

A melhor solução é sempre mantê-los dentro do padrão indicado, com calibragem ideal e ranhuras (sulcos) visíveis para evitar a aquaplanagem.

Além disso, deixe o ar-condicionado ligado ou o ar quente na saída do para-brisa, para evitar o embaçamento dos vidros. Por fim, diminua a velocidade para aumentar a capacidade de reação e de frenagem.

Use os faróis corretamente

Os faróis de neblina são muito úteis quando a visibilidade fica prejudicada, como em casos de serração ou fumaça. Muitos motoristas acionam o farol alto nesses casos, mas não é uma atitude recomendada, pois pode ofuscar a visão de outro condutor na pista contrária, por exemplo.

Nesse sentido, os faróis de neblina iluminam o veículo por baixo e nas laterais, garantindo uma sinalização uniforme. Além disso, os faróis traseiros deixam seu carro mais visível para os veículos que estão atrás.

Fique de olho no desempenho do carro

Cada modelo de automóvel tem suas diferenças mecânicas e elétricas, que afetam a dirigibilidade, a estabilidade e o modo como o próprio veículo se comporta na cidade e nas estradas (pavimentadas ou não).

A performance, por exemplo, durante uma aceleração, uma curva ou uma frenagem, é diferente em cada um, sendo importante você conhecer o carro que está guiando, para saber como ele vai responder às suas ações no volante.

Alguns carros apresentam um desempenho mais esportivo e firme, enquanto outros são mais suaves e confortáveis. Tão relevante quanto cumprir as regras de trânsito é compreender as características e o funcionamento da máquina. Pense nisso.

Tenha um comportamento amigável

Sempre que você puder ajudar outros condutores, faça isso. Um bom exemplo é dar espaço quando alguém for ultrapassar. Além disso, sabe aquelas pessoas que gostam de fazer o que querem no trânsito? Evite discutir com elas, pois isso pode levar a situações desnecessárias. Priorize sua paz interior.

Faça revisões periódicas

Cumprir o cronograma de revisões periódicas é essencial para a direção defensiva. Isso porque as condições e o tempo de resposta do veículo afetam diretamente a segurança no trânsito. Um sistema de freio que não funciona direito pode levar a uma colisão frontal ou traseira. Os faróis devem estar todos funcionando, a fim de garantir comunicação com outros motoristas e melhorar a visibilidade durante a noite.

Até mesmo uma pane geral pode causar problemas. Imagine uma via parada porque seu automóvel quebrou no meio da rua. Um grande transtorno para todos que precisam passar por ela.

Os equipamentos de segurança para carro que merecem mais atenção nas revisões são:

  • airbags;
  • água do radiador;
  • freios ABS;
  • faróis, lanternas e seta;
  • luzes do painel;
  • pneus e estepe;
  • fluidos (de freio e de motor);
  • filtros (de ar e de combustível).

Curiosidade: além de ser o carro mais vendido de 2019, no mesmo ano o Corolla foi eleito o veículo nacional mais seguro. Isso significa que seus itens de segurança são muito eficientes.

Atualize-se quanto às leis de trânsito

O cumprimento às leis é indispensável para quem pretende dirigir com segurança. Por isso, conheça todas as normas e regras, acompanhe as atualizações e revise-as periodicamente. Dessa forma, você evita acidentes e multas por desconhecimento.

Vale reforçar que esses cuidados devem ser providenciados em todos os lugares, e não somente onde existem fiscalizações ou câmeras de monitoramento.

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você a compreender um pouco mais sobre direção defensiva. Ao colocar as informações mencionadas em prática, você saberá exatamente como conduzir com segurança. Também é importante providenciar um seguro automotivo para não ter que arcar com prejuízos se você se envolver em algum acidente, mesmo que você não o tenha provocado.

Se você achou este conteúdo relevante e quer acompanhar as novidades do blog Rodobens, não deixe de assinar a nossa newsletter!

Comentários