139101-quanto-custa-morar-sozinho-saiba-como-se-organizar.jpg

Quanto custa morar sozinho: saiba como se organizar

Novembro 2017

3 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Você está pensando em ter seu próprio canto e quer saber quanto custa morar sozinho? Essa é mesmo uma questão bem importante, uma vez que se lançar em uma nova jornada sem o devido planejamento pode representar riscos. Você precisa, assim, não só ter uma boa ideia do que quer, mas saber quanto efetivamente isso custa!

Para ajudá-lo nessa missão, resolvemos trazer aqui um passo a passo de tudo o que é preciso pensar antes de fazer as malas para morar sozinho. Vamos lá?

Pense em tudo o que você deseja e precisa

Como você pretende que sua vida seja morando sozinho? Nesse âmbito, são muitas as questões que devem ser avaliadas. E essa análise deve ser feita antes de calcular quanto custa morar sozinho. Vá pensando, portanto, nas questões mais práticas, como:

  • tamanhotipo e localização do imóvel que você deseja;
  • possibilidade de alugar um imóvel mobiliado;
  • forma de deslocamento para suas atividades principais — como trabalho e faculdade;
  • tempo disponível para tarefas domésticas;
  • necessidade de contratar uma diarista;
  • rotina de alimentação que você pretende ter.

Como você pode não se lembrar de cada detalhe imediatamente, vá construindo essa lista por alguns dias. Converse também com amigos que moram sozinhos, perguntando sobre os pontos com que precisam gastar mais e quanto isso custa aproximadamente.

Pesquise a média de valores de cada item

Com a listinha pronta, comece a pesquisar. Para saber o valor do aluguel na área em que pretende morar, por exemplo, você pode buscar informações em sites de imobiliárias, classificados on-line ou mesmo dar uma volta pelas redondezas, anotando telefones de casas e apartamentos disponíveis para perguntar os valores. Só não esqueça que, além do aluguel em si, pode ser preciso pagar seguro-fiança — caso não tenha caução ou fiador.

Faça as contas de quanto você vai gastar com combustível, se for se deslocar de carro ou moto, ou com as passagens, caso opte pelo transporte público. Pesquise também o preço do serviço de diaristas, se quiser contar com essa ajuda. Para saber quanto terá que gastar com material de limpeza e alimentação, faça uma lista de compras simulada, incluindo:

  • alimentação do tipo que pretende ter: pratos congelados, frutas, verduras;
  • material de limpeza básico: sabão em pó, amaciante, detergente, desinfetante;
  • produtos de higiene pessoal: xampu, condicionador, sabonete e semelhantes;
  • produtos acessórios: papel higiênico, cotonete, papel toalha;
  • remédios para pequenas necessidades: antiácidos e antitérmicos, por exemplo.

Avalie suas condições financeiras

Você já tem uma ideia clara do que necessita e de quanto isso custa? Perfeito! Agora vem a pergunta mais importante: será que tudo isso cabe no seu orçamento? Não esqueça que essas não serão as únicas contas da sua vida! Você deve se planejar para pagar:

Contas pessoais

Além do aluguel e das despesas diretamente relacionadas, contabilize ainda as contas de água, luz, telefone e internet. Se você faz questão de manter serviços como Spotify e Netflix, lembre-se também de incluí-los no orçamento!

Gastos essenciais

Tudo o que falamos a respeito de compras entra aqui. Como você estará só, é fundamental que nem sequer corra o risco de passar por alguma dificuldade. Afinal, em uma emergência ou se por acaso faltar algo básico em casa, pode ser mais complicado recorrer à família.

Custos de deslocamento

Já mencionamos essa categoria brevemente neste post, mas não custa reforçar: também é preciso reservar uma grana para ir e voltar da faculdade e do trabalho, bem como para visitar a família nos finais de semana.

Gastos com lazer

Você provavelmente pretende ter uma vida social, certo? Então reserve um dinheirinho para sair com os amigos ou ir a algum passeio especial de vez em quando!

Reserva de emergência

Considere também guardar um pouco todo mês para eventuais momentos de dificuldade. Diante de uma emergência médica ou da perda inesperada do emprego, por exemplo, você levará algum tempo para se ajustar. Pensando nisso, faça uma reserva e durma tranquilo!

Planeje-se para essa nova fase da vida

Se tudo isso couber no seu orçamento e você estiver realmente pronto para morar sozinho, planeje-se desde já! O ideal é começar sua reserva financeira antes mesmo de partir para a nova jornada. Pense que também pode ser preciso comprar móveis. E parcelar tudo pode ser um tiro no pé!

O que você precisa entender é que começar essa vida nova com a conta zerada definitivamente não é uma boa ideia. Como você terá mais gastos e as contas podem sair um pouco do previsto, se não se preparar pode acabar ficando no vermelho!

Agora você sabe quanto custa morar sozinho e está no caminho certo para sua independência. Que tal aproveitar para aprender também a organizar as despesas pessoais durante a faculdade? Assim você vai conseguir fazer tudo o que planeja sem prejudicar sua segurança financeira!

 

Comentários