<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=408815549258573&amp;ev=PixelInitialized">

    Todos os anos, milhares de novos veículos são incorporados ao já saturado trânsito brasileiro, contribuindo para um aumento desmedido da frota e uma mobilidade cada vez mais prejudicada. Em tempos em que assuntos como sustentabilidade e proteção ao meio ambiente estão em alta, a reciclagem de veículos é uma solução inteligente e eficaz para o tráfego intenso.

    Quer saber mais sobre como reciclar a frota e os benefícios disso para todos e o meio ambiente? Acompanhe os próximos tópicos e veja como colocar isso em prática!

    O crescimento da frota de veículos antigos no Brasil

    O Brasil viu sua frota crescer de forma desordenada com o aquecimento do mercado automotivo há alguns anos, provocado por incentivos do governo e descontos oferecidos pelas montadoras e concessionárias, assim como pelo aumento do poder aquisitivo da população. Ao mesmo tempo, a malha viária do país não recebeu reparos significativos, nem passou por alterações necessárias para uma fluidez maior do trânsito.

    Somada a essa situação, ainda temos um grande volume de veículos antigos e ultrapassados circulando pelas ruas. Além de contribuírem com a poluição do meio ambiente, esses carros são um risco para o trânsito, devido ao seu mau estado de conservação e falta de manutenção adequada.

    Ao final de suas vidas úteis, quando não são abandonados nas ruas, esses veículos têm como destino final os aterros e comércios de sucatas, quando o ideal seria passarem por um reaproveitamento de suas peças e materiais.

    Reciclagem de veículos: a solução para o abandono e o sucateamento da frota

    Realidade em países de primeiro mundo, onde o processo atinge 95% dos carros que saem de circulação nos Estados Unidos e na Europa, no Brasil o número de veículos que vai para a reciclagem é de apenas 1,5%.

    No entanto, aos poucos, o sistema tem ganhado espaço no país. A alternativa traz inúmeras vantagens e entre elas está a preservação da natureza, já que o processo evita que componentes contaminados e enferrujados poluam ainda mais o meio ambiente, além de impedir que carcaças e estruturas inservíveis sejam lançadas em locais indevidos.

    Outra vantagem é o custo, já que uma peça reciclada ou reaproveitada pode custar até 30% menos do que um item novo. Além disso, aliado ao negócio legalizado, o preço competitivo desestimula o comércio ilegal de peças, popularmente conhecidos como desmanches, um dos principais destinos dos veículos roubados no Brasil.

    Com benefícios para o consumidor, para o meio ambiente e, principalmente, para a frota de veículos, a reciclagem é a solução mais segura e eficiente para os problemas de sucateamento, poluição e para o sobrecarregado trânsito brasileiro.

    Como colocar em prática o processo de reciclagem de veículos

    Dependendo do estado do veículo, até 85% de suas peças podem ser aproveitadas. Itens como vidros, pneus, plásticos e metais — que correspondem a cerca de 10% de um carro — podem ser reciclados, resultando na redução de consumo de recursos naturais e emissão de gases poluentes na fabricação de novos produtos. Ou seja, apenas 5% de um veículo não pode ser reaproveitado.

    Com a intenção de garantir a procedência e a qualidade dos materiais, o sistema de reaproveitamento é composto por algumas etapas essenciais para que o processo atinja total eficiência em seu desempenho.

    No procedimento, o veículo passa primeiro por uma etapa de descontaminação, para eliminar todo o material com potencial de contaminação. Depois disso, é realizada uma avaliação para identificar as peças que podem ser reaproveitadas.

    O terceiro passo é passar os componentes selecionados por um processo de retífica, reutilizando as matérias-primas para a fabricação de outras peças. E, por último, os itens são preparados, identificados e estocados, ficando disponíveis para a comercialização.

    Como vimos neste post, o reaproveitamento é a solução para os veículos antigos e ultrapassados, ao colaborar com a redução de resíduos lançados no meio ambiente e ainda promover a sustentabilidade.

    Quer saber mais sobre reciclagem de veículos e outros assuntos relacionados ao universo automotivo, imóveis e dicas de educação financeira? Assine a nossa newsletter e receba nossos conteúdos em primeira mão.