Saiba como otimizar o espaço do apartamento em 7 passos

Maio 2017

4 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Morar num lugar confortável e aconchegante é o sonho de consumo de qualquer pessoa. Só que nos últimos anos, a tendência tem sido otimizar o espaço do apartamento para que esse sonho se encaixe em lugares cada vez menores, já que a área útil dos imóveis reduziu assustadoramente.

Isso não significa dizer que esse desejo por um lar doce lar ficou prejudicado. De jeito nenhum!

Só que para deixar esse cantinho agradável e harmonioso, é preciso ter jogo de cintura e adotar novas formas de organização dos ambientes, otimizando cada metro quadrado disponível.

Se você está aí superinteressada em conhecer essas técnicas de melhoria de espaços, esteja certa de uma coisa: esse post é simplesmente perfeito para você! Nele listamos sete estratégias para você aperfeiçoar o espaço do seu imóvel. Afinal, os pequenos também têm o seu valor.

E aí, preparada para descobrir coisas incríveis sobre esse tema? Então, comece a leitura agora mesmo!

1. Compre móveis planejados com dupla funcionalidade

Decorar apartamentos pequenos não é uma tarefa das mais fáceis, afinal, às vezes, aquele rack lindo e maravilhoso que você viu na vitrine não cabe, nem de longe, dentro da sua salinha.

E é exatamente por isso que os móveis planejados são praticamente uma questão de sobrevivência em se tratando de mobiliar apartamentos pequenos. Projetando os seus móveis será possível aproveitar cada recanto da sua casa, prezando tanto pela beleza como pela funcionalidade.

E o aproveitamento será melhor ainda se você optar por um projeto no qual os móveis possam ter vários tipos de utilização. Por exemplo, que tal incluir no seu projeto um rack que, além de servir como base para os aparelhos eletrônicos, serve também para guardar aquela sua maravilhosa coleção de CDs.

Porque não embutir a TV do quarto em um único móvel, de modo que o painel e o guarda-roupa estejam integrados? E que tal aproveitar aquele espaço inutilizado embaixo da escada para fazer uma minibiblioteca ou aproveitar para embutir gavetas?

2. Invista em uma decoração minimalista

Por mais dinheiro que você tenha, acredite: não vale a pena sair por aí gastando tudo em móveis e mais móveis. E não é só uma questão de economia. É, acima de tudo, uma questão de estética e bom gosto.

Ninguém se sente confortável em um ambiente abarrotado de móveis, onde não é possível sequer se mexer sem esbarrar em alguma coisa.

Pensando nisso, adote a tendência minimalista do “menos é mais”. Veja como:

  • escolha móveis com linhas limpas e tons claros;
  • use cortinas de tecidos leves;
  • evite encher os cômodos com muitas peças decorativas ou enfeites, pois isso pesa o ambiente.

3. Prefira tons neutros

A cor é um dos detalhes mais importantes para a decoração e o clima de um lugar, afinal ela pode tanto valorizar como bagunçar um ambiente.

A gente explica: as cores têm o poder de causar sensações nas pessoas. Por exemplo, as cores fortes, como vermelho ou laranja, tendem a causar uma impressão de agitação. Já os tons mais brandos de verde e azul passam a sensação de calma e tranquilidade. Ou seja: a cor influencia muito o ambiente.

Em se tratando de espaços pequenos, a dica da vez é: prefira cores neutras. Elas dão uma impressão de profundidade, fazendo o ambiente parecer maior do que ele realmente é.

Isso não quer dizer que você terá que abandonar por completo aquele seu desejo de ter uma parede pintada em uma cor bem forte na sua casa. Pelo contrário. Essa dica apenas sinaliza que é melhor você adotar esse tom forte apenas em uma parede, como um detalhe. Bom senso é tudo!

4. Lance mão da verticalização

A palavra verticalização é bem bonita, mas o conceito que ela carrega consigo é simples: aproveite os espaços não só na horizontal, mas também na vertical. Trocando em miúdos: use e abuse das paredes.

Paredes servem não apenas para pendurar quadros! Você pode tirar partido delas para aumentar sua área útil, utilizando nichos e prateleiras.

Até mesmo alguns objetos podem ser “guardados” na parede. Pendurar uma bicicleta, por exemplo, é uma forma superdescolada e criativa de dar um destino ao veículo que sempre ocupa um espaço a mais na área de serviço. Sem falar que traz um ar moderno à casa.

E a verticalização pode se espalhar por todos os ambientes. No quarto dos pequenos, os brinquedos pendurados na parede servem tanto para organizar como para dar um colorido ao cantinho das crianças.

A verticalização também se traduz no uso de móveis que se alongam na vertical: estantes que vão do piso ao teto são excelentes opções, pois além de transmitirem a ideia de pé-direito mais alto, ainda otimizam espaços.

5. Integre os ambientes

Espaços integrados dão uma sensação de espaço e amplitude. Se quiser que sua sala pareça tão gigante como a badalada sala da Ana Hickman, considere a possibilidade de integrar a sala de estar com a de jantar.

Para isso, evite grandes barreiras físicas entre os dois ambientes. Separe-os com móveis baixos ou até mesmo tapetes.

Você também pode integrar a cozinha com a sala, criando um espaço de convívio para a família e um ambiente aconchegante para receber os amigos. 

Nesse caso, faça uso de uma ilha de serviços entre os dois ambientes, que serve tanto para dividir os espaços como apoio para a cozinha e para refeições rápidas.

6. Tire partido da iluminação

Um ambiente iluminado traz a imagem de leveza. Deixe a luz natural adentrar no seu apartamento: isso dará um clima arejado, passando a ideia de um lugar mais espaçoso.

Se precisa adotar iluminação artificial, prefira as lâmpadas de cor branca que também reforçam esse clima de frescor.

Se a lâmpada amarela for a escolhida, use-a apenas em luminárias pontuais, como pontos de luz voltados para quadros e abajures isolados.

7. Abuse de espelhos

A dica que realmente não pode ser deixada de lado quando o assunto é ambientação de imóveis pequenos é o uso de espelhos.

Isso porque os espelhos passam a impressão de aumento de espaço. É quase como se fosse uma ilusão de ótica: você entra no ambiente e tem a sensação que ele é enorme (mesmo não sendo).

Para não errar na hora de usar esse truque de decoração, anote as seguintes dicas:

  • use paredes inteiras de espelho preferencialmente na sala;
  • nos quartos, opte por espelhos menores.

Como você pôde perceber, com alguns truques de decoração e um bom toque de criatividade é possível, sim, tornar o seu apartamento, mesmo que pequeno, no ambiente perfeito para suas necessidades.

E aí, gostou das nossas dicas sobre como otimizar o espaço do apartamento? Então, aproveite e compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais: quem sabe assim você não ajuda aquela amiga que está precisando dar um up no seu imóvel.

Comentários