cuidados-que-voce-deve-ter-com-o-som-automotivo

5 cuidados que você deve ter com o som automotivo

Julho 2018

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

O som automotivo não é apenas uma peça padrão do veículo. Ele é um importante componente do carro que, além de trazer um alívio para o motorista dentro do auto, também faz uma grande diferença na hora da venda, valorizando o automóvel.

Contudo, muitos motoristas não sabem que, para sua melhor conservação e utilização, existem alguns cuidados necessários. Neste texto, nós separamos quais são essas precauções. Veja!

1. Instalação

Por não parecer um sistema muito complexo, é comum que algumas pessoas optem por fazer sua própria instalação, contudo, a cautela é necessária. Primeiro, evite fazer qualquer alteração na parte elétrica sem antes desconectar a bateria. Procure se informar se será necessária alguma ferramenta específica e sempre consulte o manual antes da instalação.

Fique atento: muitas vezes, os ruídos são oriundos de fios muito estreitos, então, busque comprar materiais de qualidade. Fios com essas características, além de contribuírem para a perda de qualidade do som, ainda se aquecem em contato com a lataria.

2. Alto-falantes

Aqui, o primeiro passo para uma boa escolha é saber qual é o seu propósito com o som. Você quer que, internamente, o som seja agradável ou que ele seja potente para o ambiente externo? Se o objetivo é o segundo, é preciso ficar atento à legislação, que vamos abordar ainda neste post.

Preste atenção ainda no tamanho dos alto-falantes, pois isso influencia bastante o resultado final. Geralmente, se a potência é muito alta, isso pode dar problema na fiação do carro. Saiba que a caixa selada costuma ocupar menos espaço e traz mais qualidade do que a dutada, porém, a segunda fornece mais volume.

3. Limpeza

Para melhor conservação do equipamento, a limpeza periódica é fundamental. Mesmo que seja um aparelho de qualidade, isso não garante que não haverá problemas futuros se não houver uma limpeza.

Procure limpar em certos períodos o leitor de CD ou DVD Player. Como é uma parte bastante frágil, tenha cuidado, usando uma flanela macia e produtos específicos. Nos alto-falantes, o recomendado é usar uma lata de ar comprimido.

4. Parte elétrica

Como parte essencial para que o veículo funcione corretamente, o sistema elétrico necessita de cuidado dobrado. Sobretudo, no caso do som automotivo, em que o bom desempenho tem relação direta com o sistema. Como salientamos no primeiro tópico, preste atenção nos fios, pois, se a alimentação não estiver correta, o aparelho pode desligar ou sofrer um curto-circuito.

5. Leis que regulam o som automotivo

Como sabemos, o Brasil tem uma legislação específica para casos de som nos veículos, divulgada no Código de Trânsito Brasileiro. Com o objetivo de regulamentar a fiscalização, em 2016, foi determinada uma nova norma para casos de som automotivo.

De acordo com a Resolução 624 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), está proibido o uso de aparelhos que reproduzam som que possa ser ouvido do lado de fora do carro, salvo em caso de buzinas, alarmes, sirenes, barulhos de motor e automóveis prestadores de serviço autorizados por órgãos competentes.

Então, preste atenção na hora de adquirir a sua caixa de som. Para evitar problemas, busque saber se ela poderá ser ouvida do lado externo. Isso porque a resolução não define um volume ou frequência de som aceitáveis, e sim se o sossego público foi ou não violado.

Esperamos que este texto tenha esclarecido para você quais são os principais cuidados com o som automotivo. Se este post foi útil, não se esqueça de compartilhá-lo em suas redes sociais!

Comentários