• 284600-investimento-em-casal-5-dicas-para-o-sucesso
    Abril 2019

    Investimento em casal: 5 dicas para o sucesso

    Ter um relacionamento estável e saudável é muito bom, não é mesmo? Imagina então vocês crescendo juntos pessoal e financeiramente? Você já pensou alguma vez em fazer investimento em casal?

    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Abril 2019

    Acidentes de trânsito: saiba quais são os mais frequentes e como evitá-los

     
    8 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Abril 2019

    Qual é o melhor investimento para o futuro do meu filho?

    Você se pergunta qual o melhor investimento para o futuro do seu filho? Se sua preocupação é garantir o conforto e a tranquilidade da sua família, qual seria o primeiro passo? A primeira providência é pensar para qual objetivo você vai guardar dinheiro. Pode ser uma casa, uma faculdade, um intercâmbio ou uma previdência, por exemplo.

    2 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Abril 2019

    Como participar de um consórcio? Confira neste artigo

    Você sabe como participar de um consórcio? Não? Calma, nós vamos ajudar. E se já tiver alguma experiência com isso, poderá aprender ainda mais lendo este post!

    3 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Março 2019

    O que devo mudar nos meus hábitos para melhorar minha vida financeira?

    Se você olha para o calendário e vê que os dias passam mais devagar do que a velocidade com que o dinheiro sai do seu bolso, não se assuste: sua realidade não é muito diferente da maioria das pessoas, que fazem malabarismos para que o salário dure até o próximo pagamento.

    2 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Março 2019

    Esclareça 5 dúvidas sobre consórcio de serviços

    Embora menos populares do que os consórcios para carros e imóveis, os consórcios de serviços são uma realidade. Por meio deles, é possível ter acesso a procedimentos estéticos e odontológicos, viagens e até mesmo festas de casamento e formatura.

    2 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Março 2019

    Saiba por que consórcio é considerado um investimento de baixo risco

    Podemos apostar que você conhece ou já ouvir falar de alguém que fez um consórcio, não é? Essa é uma modalidade de compra coletiva, na qual algumas pessoas se unem a um grupo gerenciado por uma administradora, a fim de comprar algo que desejam. Mas será que esse é um investimento de baixo risco?

    2 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Março 2019

    Estabilidade financeira para caminhoneiro: siga estas 4 dicas para ter sucesso

    Estabilidade financeira é uma prioridade para a maioria dos trabalhadores, e isso não é diferente para autônomos. Com as finanças em dia, fica muito mais fácil planejar o futuro, oferecer maior conforto para família e construir patrimônio. Seguindo essa linha de pensamento, os caminhoneiros que trabalham por conta própria podem e devem buscar uma vida tranquila.

    Neste post, trouxemos algumas dicas especiais sobre a estabilidade financeira para caminhoneiro. Preparado para descobrir como dirigir suas finanças com a mesma tranquilidade com que você guia seu pesado? Então, continue lendo!

    1. Mantenha suas contas pessoais separadas das profissionais

    Um dos erros mais comuns que os trabalhadores autônomos, caminhoneiros e até mesmo empresários cometem é misturar finanças pessoais com as profissionais. Quando não se sabe de onde vem o dinheiro que está sendo gasto, a coisa vira uma bagunça. E realmente fica difícil ter estabilidade financeira assim.

    Por isso, é importante que você anote o que gastou com cada frete em detalhes e pague tudo com o dinheiro recebido pelo serviço. Outra atitude essencial é separar mensalmente uma quantia para despesas pessoais.

    2. Anote todos ganhos e custos que você tem

    Manter anotações rigorosas da sua vida financeira, com as entradas e saídas devidamente registradas, é fundamental para organizar seu dinheiro. Isso significa anotar tudo o que você recebe e o que gasta.

    Para ajudar nessa tarefa, existem inúmeras ferramentas, incluindo planilhas e aplicativos de celular. Mas se você prefere o bom e velho caderninho, não tem problema! O importante é registrar tudo.

    3. Tenha uma reserva para emergências

    Infelizmente, ninguém está livre de emergências, e esse risco precisa entrar no seu planejamento financeiro. Por exemplo, seu caminhão pode quebrar e ter que passar algum tempo no conserto, impedindo você de trabalhar. Ou, ainda pior, alguém da família pode adoecer, fazendo com que você tenha muita despesa e passe mais tempo em casa.

    Tenha uma quantia guardada para cobrir os custos em momentos como esses. Pense em se proteger nos dias em que não puder trabalhar. O ideal é conseguir juntar cerca de 6 vezes o valor dos seus gastos mensais.

    Assim você não fica desprevenido, e sua família pode ter muito mais tranquilidade. Sem contar que, com a reserva, você não terá que se endividar para cobrir suas despesas.

    4. Programe uma rotina de manutenção para o seu veículo

    No tópico anterior, a gente falou sobre a possibilidade de o caminhão quebrar — o que é péssimo, já que ele é sua fonte de renda. No entanto, é perfeitamente possível que você minimize ao máximo o risco de isso acontecer.

    Manter uma rotina de manutenções para o caminhão não serve apenas para evitar um problema inesperado, mas também para economizar. O custo de um conserto é muito maior que de uma manutenção, concorda? Sendo assim, faça revisões programadas no seu veículo e evite ficar sem trabalhar ou gastar uma fortuna caso ele quebre.

    Neste post, você viu que não é difícil organizar o dinheiro e conquistar estabilidade financeira para caminhoneiro. Seguindo as nossas dicas, sua vida vai ficar tranquila, e você pode ter mais folga para planejar o futuro, aumentar a sua frota e oferecer tranquilidade para sua família.

    Gostou do post? Então, deixe um comentário abaixo contando suas experiências sobre o assunto. Será um grande prazer ler o que você tem para dizer!

    Voltar
    2 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Fevereiro 2019

    É possível fazer investimento com pouco dinheiro? Conheça 4 maneiras

    Quando falamos em investimentos, quase sempre nos vem à cabeça a ideia de movimentações envolvendo grandes quantias de dinheiro, restritas a poucas pessoas. No entanto, essa ideia é, de certa forma, equivocada.

    O mercado oferece opções de investimento com pouco dinheiro, que podem ser bem interessantes para quem está começando, por unirem segurança e rentabilidade. Para conhecer mais sobre essas alternativas, acompanhe o texto. Boa leitura!

    1. Tesouro Direto

    Quem conhece pelo menos um pouco sobre o universo dos investimentos já deve ter ouvido falar do Tesouro Direto. Ele é cada vez mais popular e quase sempre indicado como uma alternativa à caderneta de poupança.

    Que investe nessa opção está, na prática, emprestando dinheiro ao governo, que o remunera por isso, de acordo com o estabelecido no momento do investimento. É possível começar com a partir de R$30.

    Entre os diversos tipos de títulos disponíveis no Tesouro Direto, o mais indicado para quem vai investir pequenas quantias são aqueles vinculado à SELIC, que pagam de acordo com a taxa de juros da economia nacional.

    Para investir no Tesouro Direto, basta procurar um banco ou corretora, que fará o cadastro do cliente na plataforma. Depois disso, ele estará livre para fazer a aplicação. É importante consultar a empresa escolhida, para saber se existe alguma cobrança, embora a maioria delas tenha zerado taxas nesse investimento.

    2. CDB

    O valor mínimo para investir em Certificados de Depósito Bancário (CDB) varia de acordo com a instituição financeira, mas a maioria oferece opções com valores iniciais de menos de R$ 1.000.

    Os CDB são utilizados pelos bancos para captar recursos no mercado. Com isso, eles emprestam dinheiro a outros clientes e remuneram o investidor com uma fração do lucro. A rentabilidade varia de acordo com a instituição, o valor investido e o prazo.

    Geralmente, não há cobrança de taxas para investimentos em CDB por partes dos bancos. Todavia, existe a incidência de Imposto de Renda (IR).

    3. Fundos DI

    Embora pareçam opções mais complexas de investimento, os fundos DI também são alternativas para investidores com menos dinheiro disponível. A maioria dos bancos dispõe de opções que demandam aportes reduzidos, de aproximadamente R$50. Contudo, por causa da cobrança de taxas de administração, em muitos casos não faz sentido escolher investimentos de valor muito baixo nessa categoria de aplicação.

    A taxa de administração remunera o gestor do fundo, responsável por decidir onde os recursos investidos serão aplicados. No caso de um fundo DI, praticamente todo o dinheiro é investido em títulos de renda fixa, que seguem a varição do CDI (Certificado de Depósito Interbancário), índice quase sempre muito próximo à SELIC.

    Além da taxa de administração, a incidência do IR pode comprometer ainda mais a rentabilidade, principalmente em pequenos aportes. Por isso, calcule tudo isso antes de escolher essa opção.

    4. Consórcio

    Os consórcios são outro exemplo de investimento receptivo para quem não tem tanto dinheiro disponível. Por meio dessa forma de compra programada, o investidor paga parcelas mensais e, depois de determinado período, recebe uma carta de crédito, que permite a compra do bem desejado. Tudo isso sem a cobrança de juros.

    Para se ter uma ideia e mostrar como é possível investir em um consórcio com pouco, a Rodobens tem cotas de consórcio de imóveis a partir de R$ 200,89 e cotas de consórcio de motos a partir de R$ 126,14 por mês. Ou seja, com uma pequena fatia do orçamento, é possível investir em algo que incrementará seu patrimônio.

    Como você viu, existem sim opções para quem quer investir com pouco dinheiro. Mas antes de qualquer aplicação, é importante avaliar a sua condição financeira, eliminar dívidas, reduzir desperdícios e identificar quais são seus objetivos. Dessa forma, fica mais simples identificar qual aplicação é mais indicada para o seu perfil e assim alcançar melhores resultados.

    Quer saber mais sobre os consórcios? Entre em contato com a Rodobens agora mesmo! Estamos prontos para atendê-lo!

    3 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Fevereiro 2019

    Consórcio é investimento? Saiba aqui!

    Na procura por um investimento, muitos recorrem sempre às mesmas opções, seja por considerá-las seguras, seja por não conhecer outras que possam fazer seu dinheiro render. Por isso, o intuito deste post é — já respondendo a questão do título — explicar por que consórcio é investimento.

    2 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

ASSUNTOS MAIS ACESSADOS

Confira os assuntos mais acessados do nosso blog, acesse já um de nossos tópicos.