• 297850-reservada-para-vanessa-pereira-dividas-caducam-apos-5-anos
    Agosto 2019

    Dívidas caducam após 5 anos?

    Quase todo mundo, tendo dívidas ou não, já deve ter ouvido que elas caducam depois de um determinado período, deixando de existir e desobrigando quem estava inadimplente a pagar — o que é chamado de caducar. Mas o que acontece na prática quando uma dívida caduca?

    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Agosto 2019

    Como juntar dinheiro para fazer um consórcio de carro

    O consórcio de carro é uma excelente opção para quem busca parcelas mais baratas e não quer arcar com os juros altos cobrados nos financiamentos. Pode acreditar: com sabedoria e paciência, quem se planeja antecipadamente consegue conquistar o carro desejado gastando menos e com muito mais controle sobre as finanças!

    11 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Abril 2019

    Três aplicativos de finanças para ajudar a controlar seu dinheiro

    O planejamento financeiro pode ser um desafio e tanto para as pessoas que ainda não têm muita disciplina nesse setor. No entanto, ter o controle de gastos e ganhos é fundamental para evitar dívidas e se planejar para conseguir poupar — seja para comprar uma roupa nova ou dar entrada em um imóvel ou carro próprio.

    2 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Abril 2019

    Finanças femininas: entenda a relação das mulheres com dinheiro

    Administrar os recursos que entram e saem da conta todos os meses não é uma tarefa simples. Porém, estatísticas apontam que as mulheres sabem realizar uma melhor gestão do dinheiro do que os homens. Embora a maioria dos conteúdos criados sobre o tema seja voltado para o público masculino e que eles ainda representem a maior quantidade de investidores, há muito o que se aprender com as finanças femininas.

    2 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Março 2019

    Estabilidade financeira para caminhoneiro: siga estas 4 dicas para ter sucesso

    Estabilidade financeira é uma prioridade para a maioria dos trabalhadores, e isso não é diferente para autônomos. Com as finanças em dia, fica muito mais fácil planejar o futuro, oferecer maior conforto para família e construir patrimônio. Seguindo essa linha de pensamento, os caminhoneiros que trabalham por conta própria podem e devem buscar uma vida tranquila.

    Neste post, trouxemos algumas dicas especiais sobre a estabilidade financeira para caminhoneiro. Preparado para descobrir como dirigir suas finanças com a mesma tranquilidade com que você guia seu pesado? Então, continue lendo!

    1. Mantenha suas contas pessoais separadas das profissionais

    Um dos erros mais comuns que os trabalhadores autônomos, caminhoneiros e até mesmo empresários cometem é misturar finanças pessoais com as profissionais. Quando não se sabe de onde vem o dinheiro que está sendo gasto, a coisa vira uma bagunça. E realmente fica difícil ter estabilidade financeira assim.

    Por isso, é importante que você anote o que gastou com cada frete em detalhes e pague tudo com o dinheiro recebido pelo serviço. Outra atitude essencial é separar mensalmente uma quantia para despesas pessoais.

    2. Anote todos ganhos e custos que você tem

    Manter anotações rigorosas da sua vida financeira, com as entradas e saídas devidamente registradas, é fundamental para organizar seu dinheiro. Isso significa anotar tudo o que você recebe e o que gasta.

    Para ajudar nessa tarefa, existem inúmeras ferramentas, incluindo planilhas e aplicativos de celular. Mas se você prefere o bom e velho caderninho, não tem problema! O importante é registrar tudo.

    3. Tenha uma reserva para emergências

    Infelizmente, ninguém está livre de emergências, e esse risco precisa entrar no seu planejamento financeiro. Por exemplo, seu caminhão pode quebrar e ter que passar algum tempo no conserto, impedindo você de trabalhar. Ou, ainda pior, alguém da família pode adoecer, fazendo com que você tenha muita despesa e passe mais tempo em casa.

    Tenha uma quantia guardada para cobrir os custos em momentos como esses. Pense em se proteger nos dias em que não puder trabalhar. O ideal é conseguir juntar cerca de 6 vezes o valor dos seus gastos mensais.

    Assim você não fica desprevenido, e sua família pode ter muito mais tranquilidade. Sem contar que, com a reserva, você não terá que se endividar para cobrir suas despesas.

    4. Programe uma rotina de manutenção para o seu veículo

    No tópico anterior, a gente falou sobre a possibilidade de o caminhão quebrar — o que é péssimo, já que ele é sua fonte de renda. No entanto, é perfeitamente possível que você minimize ao máximo o risco de isso acontecer.

    Manter uma rotina de manutenções para o caminhão não serve apenas para evitar um problema inesperado, mas também para economizar. O custo de um conserto é muito maior que de uma manutenção, concorda? Sendo assim, faça revisões programadas no seu veículo e evite ficar sem trabalhar ou gastar uma fortuna caso ele quebre.

    Neste post, você viu que não é difícil organizar o dinheiro e conquistar estabilidade financeira para caminhoneiro. Seguindo as nossas dicas, sua vida vai ficar tranquila, e você pode ter mais folga para planejar o futuro, aumentar a sua frota e oferecer tranquilidade para sua família.

    Gostou do post? Então, deixe um comentário abaixo contando suas experiências sobre o assunto. Será um grande prazer ler o que você tem para dizer!

    Voltar
    2 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Dezembro 2018

    Como definir metas financeiras que você pode cumprir?

    Preparar-se para o futuro é uma decisão inteligente que todo mundo deve tomar. Em vez de gastar todo o salário, é melhor reservar uma parte dele para investir. Mas, para que seus planos funcionem, você deve saber como definir metas financeiras do jeito certo.

    Primeiro, observe seu orçamento. Se você começar separando mais do que poderia, em pouco tempo vai fugir do planejado. Além disso, para aproveitar o dinheiro da melhor forma possível, é preciso saber para onde direcioná-lo.

    Veja, de forma simples e prática, como definir suas metas financeiras, se organizar direitinho e conquistar todos os seus sonhos!

    Defina o quanto pode separar para investir

    Independentemente de quanto você ganha, sempre dá para separar um dinheirinho pensando no futuro. Para descobrir o valor ideal, faça as contas, priorizando o pagamento das dívidas e dos compromissos mensais. Se está com contas atrasadas, quite todas elas primeiro. Os juros sempre são muito altos e boicotam seus planos.

    Com todas as contas pagas, defina uma parcela para guardar. O ideal é algo entre 10% e 30% do salário, dependendo da folga que tiver no orçamento. Quanto mais, melhor! Isso vai acelerar a conquista dos objetivos.

    Caso receba um extra — do décimo terceiro, férias ou Imposto de Renda — não pense em gastá-lo de imediato: aproveite para guardá-lo também!

    Construa uma reserva de emergência

    O primeiro passo com o dinheiro economizado é construir uma reserva de segurança. Ela não deve ser usada, a não ser em casos extremos. Guarde o equivalente a três ou seis vezes sua renda. Assim, se ficar desempregado ou tiver um problema de saúde mais sério, você tem como se manter até as coisas voltarem ao normal.

    Conserve esse dinheiro em uma aplicação segura e acessível (sem bloqueios bancários ou prazo de carência para resgate), mesmo que não renda muito. Em um momento de urgência, você pode recorrer a ele sem demora.

    Tenha objetivos de médio, curto e longo prazo

    Quando estiver economizando, surgirão sempre novas necessidades — desde um remédio para gripe até o conserto de um eletrodoméstico. Para evitar que essas demandas atrapalhem seus planos, separe o dinheiro reservado em três partes.

    Objetivos de curto prazo

    Sabe aqueles mais simples, como passar um fim de semana na praia, comprar um notebook ou trocar de celular? Devem estar aqui. São coisas que você pode conquistar com cerca de seis meses a um ano de economia, dependendo do quanto vai guardar. Direcione entre 10% a 20% da quantia para planos de curto prazo. 

    Mas se surgirem necessidades imediatas, use esse dinheiro para atendê-las, combinado? Assim, fica mais fácil retomar seus planos depois.

    Objetivos de médio prazo

    Entra aqui tudo que for levar dois anos ou um pouco mais para conquistar. Os objetivos de médio prazo tomam cerca de 30% da sua reserva. Um intercâmbio, procedimento cirúrgico estético ou uma viagem ao exterior são alguns exemplos. Não é algo que se conquiste da noite para o dia, exigindo um pouco de planejamento.

    Objetivos de longo prazo

    São aqueles que você vai demorar mais tempo para conquistar, como um carro ou a casa própria. Separe a maior parte da sua reserva para esses planos — cerca de 50% a 60% — pois aqui está tudo o que é importante para seu futuro.

    Revise suas metas e o uso do dinheiro

    De tempos em tempo, reveja as metas. Terminou de pagar um crediário? Vai sobrar mais dinheiro. De preferência, converta isso em economia. Faça o mesmo se receber uma promoção no trabalho, com aumento de salário.

    Também analise se está usando seu dinheiro da melhor forma. Pare para pensar se não está gastando demais com saídas no fim de semana ou comendo com muita frequência em restaurantes. Esses custos tiram você do foco, portanto devem ser bem controlados.

    Agora você já sabe exatamente como definir metas financeiras de forma inteligente! Aproveite as dicas e tome as rédeas da sua vida financeira. 

    Quais são seus planos para o futuro? Deixe um comentário e compartilhe seus objetivos com a gente!

    3 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Outubro 2017

    Metas financeiras: saiba como estabelecer e alcançar

     

    4 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Agosto 2017

    Qual a melhor época da sua vida para comprar imóveis

     

     O mercado imobiliário vem sofrendo oscilações nos últimos anos, o que gera sempre aquela pergunta: é um bom momento para comprar imóveis? A verdade é que a compra de um imóvel é o sonho de muita gente pelas mais diversas razões. Entre elas, podemos citar necessidades familiares, vontade de conquistar a independência saindo da casa dos pais ou simplesmente uma forma de investimento! Independentemente das razões, a compra de um imóvel deve ser planejada e feita no melhor momento para que não traga problemas financeiros posteriormente.

    4 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Maio 2016

    Glossário do mercado imobiliário: 16 termos que você precisa conhecer

    Todo ramo de atividade tem um vocabulário próprio, com o qual os profissionais daquele segmento estão bastante familiarizados. Porém, para quem está de fora e tem contato esporádico com a atividade podem surgir dúvidas sobre o significado de determinadas palavras ou expressões, o que certamente dificulta a comunicação.

    4 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp
  • Março 2016

    Confira nossas dicas de segurança contra fraude em boletos!

    O boleto bancário é uma ótima alternativa para pessoas que não têm conta em banco ou para quem não tem cartão de crédito. Por outro lado, o boleto é uma oportunidade para os golpistas. Por isso, confira nossas dicas de segurança:

    1 minutos de leitura
    Compartilhe
    Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

ASSUNTOS MAIS ACESSADOS

Confira os assuntos mais acessados do nosso blog, acesse já um de nossos tópicos.