trocar de caminhão

6 sinais que indicam a hora certa para trocar de caminhão!

Outubro 2020

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Veículo desgastado e ultrapassado reduz a eficiência dos serviços e afeta a segurança do motorista. Nesse sentido, é preciso trocar de caminhão para se manter competitivo e conseguir fretes com frequência.

Mas qual é o momento ideal de fazer essa substituição? Existem alguns sinais que comprovam a necessidade de renovação e também condições que devem ser consideradas antes de “bater o martelo”.

Neste artigo, você saberá como identificar se está na hora de comprar um novo caminhão para trabalhar. Continue a leitura e conheça todos os sinais que apontam essa troca.

1. Redução da vida útil do motor

É o sistema mais exigido do veículo. Para identificar problemas, observe qualquer ruído anormal vindo do motor, bem como a queima excessiva de óleo, a presença de vazamentos e a diferença de cor na fumaça do escapamento. Tudo isso pode apontar uma troca imediata.

2. Manutenções frequentes

Com o cotidiano pesado que exige muito do caminhão, os gastos são diversos — consumo de diesel, manutenção preventiva e corretiva, troca de peças etc. — dos quais não tem como fugir.

No entanto, se esses valores aumentaram consideravelmente nos últimos meses, saiba que chegou o momento de adquirir um veículo novo. Observe os seguintes fatores:

  • aumento de visitas à oficina;
  • baixo aproveitamento do combustível;
  • mau funcionamento frequente envolvendo os mesmos componentes ou sistemas;
  • gastos com consertos que ultrapassam ou diminuem o lucro com os fretes.

3. Perda de força

Se o veículo está perdendo força (subindo morros com dificuldade), não pise fundo no acelerador achando que isso pode melhorar. Busque um profissional para diagnosticar o problema, que pode ser proveniente de injeção defeituosa, filtros sujos ou falha no sistema de arrefecimento. É comum que esses problemas se manifestem em conjunto.

4. Excesso de trepidação e balanço

Fique atento aos amortecedores, especialmente quando passar em estradas desniveladas ou em quebra-molas. Se sentir o veículo balançando ou trepidando, procure uma oficina. Nesse caso, você pode gastar com alinhamento, balanceamento, geometria, substituição de conjuntos da suspensão e troca dos pneus para deixar o caminhão com o nivelamento correto em relação ao piso.

5. Perda de valor

Pense no valor de revenda que seu veículo pode ter atualmente. Isso porque quanto mais antigo ele for, menor será o preço de revenda no mercado de usados. Dessa forma, ao mesmo tempo em que a capacidade de recuperação da quantia diminui, o dinheiro necessário para a troca aumenta de forma considerável.

6. Mudanças no tipo de frete

Não é só o preço e a mecânica de caminhão que devem ser observados. É provável que sua máquina funcione bem, mas não seja capaz de desempenhar determinados serviços e assumir algumas condições de trabalho.

Por exemplo, se você está a fim de pegar fretes com cargas volumosas, escolher um veículo maior aumentará suas chances de sucesso. Além disso, alguns transportes exigem aparatos tecnológicos específicos para conservar o produto transportado, como é o caso das carrocerias refrigeradas. Por isso, avalie o mercado e considere todas as possibilidades para fazer a melhor escolha.

Ao considerar os sinais e as condições mencionados, você saberá o momento exato para trocar de caminhão. O segredo está em analisar tudo e verificar a necessidade de adquirir um modelo novo ou usado.

Se você deseja se planejar financeiramente para fazer a troca, o consórcio de caminhão pode ser uma ótima saída. Com esse recurso, você paga parcelas mensais sem juros, tem flexibilidade para comprar o veículo que quiser e os valores são atualizados para garantir o seu poder de compra. Além disso, existe a possibilidade de entrar no FINAME (tipo de financiamento oferecido pelo Banco Rodobens) para a aquisição do seu caminhão ou carroceria.

Ficou interessado? Então, entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas sobre as modalidades de crédito para realizar a troca de caminhão!

Comentários