Vou ter um filho, e agora? Saiba como se preparar financeiramente

Abril 2017

3 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

A chegada de um bebê na família é motivo de festa. Para os futuros papais é o momento de se preparar para receber o novo membro. Há muito para planejar: enxoval, quarto, adaptações na casa, no automóvel, na rotina de trabalho e, é claro, no orçamento. Diante de tantas mudanças você deve estar se perguntando: vou ter um filho, e agora?

Uma vida financeira estável fará toda a diferença para que essa nova fase seja tranquila e que sua família possa crescer de forma saudável e próspera. Por isso nós trouxemos algumas dicas que vão te ajudar a tirar de letra a organização do novo orçamento. Veja só:

Vou ter um filho. Quanto isso custa?

Especialistas estimam que um bebê consome de 20 a 30% do orçamento mensal da família, dependendo das escolhas que os pais fizerem, como plano de saúde, vestuário, alimentação e escola.

Antes mesmo do seu filho nascer é importante adaptar os gastos para ter essa quantia prevista sobrando. Se não houver essa folga na renda, reveja alguns hábitos antes da chegada da criança, pois os primeiros meses após o nascimento são delicados e nada favoráveis a uma mudança de estilo de vida.

Na hora de fazer as contas também é válido considerar a renda que os pais terão quando a mãe entrar em licença maternidade, pois em alguns casos, principalmente para as profissionais autônomas, isso pode significar uma redução significativa no orçamento familiar.

Confira abaixo quais serão os gastos e como se preparar financeiramente:

A compra do enxoval

Com a notícia da gravidez uma das primeiras atitudes que os novos papais tomam com muito entusiasmo é começar a fazer o enxoval do bebê. É um mundo repleto de roupas, decorações e acessórios que pode levar os pais de primeira viagem a pensar que, se eles não tiverem tudo aquilo, não estarão preparados.

Porém, não é bem assim. Esteja ciente que, para haver tranquilidade desses primeiros anos do bebê, o que importa é uma vida financeira estável, pois ela permitirá que vocês se dediquem ao bem-estar e desenvolvimento da criança. Antes de ir às compras, verifique o orçamento e mantenha-se dentro dele. Uma boa dica é conversar com mães que tiveram bebês recentemente e descobrir o que é realmente necessário

Reserva para emergências

Por mais que haja planejamento, quando se trata de crianças imprevistos são esperados. Recomenda-se reservar 10% da renda mensal em um fundo de emergências. Se possível comece a guardar cedo, de modo que quando a criança nascer você tenha em torno de três meses de gastos mensais reservados para sustentar a família diante de uma crise.

Adaptações nas necessidades da família

Quando a família aumenta algumas necessidades mudam. Trace um plano para adequar a essas novas necessidades o quanto antes. Pode ser que vocês precisem se mudar para uma casa maior, para um lugar mais tranquilo ou trocar de carro para acomodar melhor a todos. 

Quanto ao trocar de automóvel, se não houver urgência a melhor opção é aderir a um consórcio. Dessa forma você pode começar aplicar seu dinheiro na realização dessa meta sabendo o prazo máximo em que ela será concretizada e sem juros sobre as mensalidades, o que não aconteceria no caso de um financiamento.

Pensando no futuro

É muito mais fácil prever e se preparar para os gastos dos primeiros anos de vida de uma criança do que para o futuro dela. Nunca é cedo para se preparar para pagar a escola, faculdade, cursos e outras necessidades do seu filho até a vida adulta.

Considere a possibilidade de abrir uma poupança para esses projetos para depositar pequenas quantias por mês. Se você começar com apenas R$100,00, aos 18 anos seu filho poderá resgatar mais de R$40.000,00, um valor que pode fazer toda diferença para comprar o primeiro carro, cursar uma faculdade ou fazer um intercâmbio.

Com essas dicas e um pouco de planejamento você poderá garantir uma vida financeira tranquila para toda a sua família! Quer mais orientações sobre como se organizar financeiramente e alcançar seus objetivos? Siga a nossa página no Facebook e fique por dentro das novidades!

Comentários

Consórcio rodobens

Últimos Posts

  • Muitos de nós temos sonhos como a compra de um carro novo ou a aquisição do primeiro imóvel, não é mesmo? E uma boa saída que várias pessoas encontram para transformar esses desejos em realidade está nos consórcios. Essa já é uma tradicional forma de aquisição de bens de valores mais elevados entre os brasileiros, oferecendo baixos riscos e possibilidades reais de compra.

  • O consórcio costuma ser a melhor opção oferecida pelo mercado para a compra de bens como imóveis ou veículos quando não há dinheiro para o pagamento à vista. Esse modelo permite que haja um melhor planejamento financeiro, além de livrar você das taxas de juros aplicadas pelas instituições financeiras nos financiamentos.

Consórcio rodobens Test-drive Mercedes

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esses no seu email?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail e tenha informações em primeira mão.